Pieter Bruegel - Provérbios Neerlandeses (1559)

 

CALIPO SONHA

Ficção | Comédia | Longa-metragem

SINOPSE

 

Calipo é um camponês beberrão que vive em um mundo que é misto de universo medieval e de cordel. Sua aventura começa quando sua esposa lhe dá dinheiro para comprar sabão. Calipo sai a contragosto para satisfazer o pedido da esposa e, no caminho, gasta todo o dinheiro com cachaça. Embriagado e com medo de voltar para casa, dorme na rua. O acaso faz com que o barão que é Senhor do universo de Calipo cruze com o bêbado adormecido e decida pregar-lhe uma peça: vesti-lo de nobre e convencê-lo de que ele próprio, Calipo, é, na verdade, o Senhor. E é assim que o camponês acaba despertando em um palácio, acudido por dois conselheiros que o convencem de que ele deve abandonar seus “delírios de camponês” e assumir sua identidade nobre. O que o Senhor e seus conselheiros não esperavam é que Calipo se apoderasse do papel de Senhor, fazendo com que o jogo se voltasse contra os jogadores. O filme é uma comédia de erros sobre relações de poder, identidade e aparências.

FICHA TÉCNICA

Direção: Eliane Caffé

Produção: Aurora Filmes 

 

Eliane Caffé iniciou sua carreira como cineasta com três premiados curtas: O Nariz (1987), Arabesco (1990) e Caligrama (1995). Em seguida, roteirizou e dirigiu 4 longas. O mais recente, Era o Hotel Cambridge (2017) participou de festivais nacionais e internacionais, sendo aclamado por público e crítica e recebendo vários reconhecimentos. Anteriormente, realizou os também premiados Kenoma (1998), Narradores de Javé (2002) e O Sol do Meio Dia (2009). É reconhecida por seus projetos autorais e audaciosos, sempre buscando inovação de linguagem em sua narrativa.